UMDicasPublicidade
 
             
  Autenticação/Login
 
Homepage
Mapa do Site
Contactos
email webmaster
   
  imprimir
voltar 
 Andebol da UMinho “voa baixinho” no Europeu Universitário     Andebol da UMinho “voa baixinho” no Europeu Universitário
Espanha,terça-feira, 11-07-2017

A UMinho marcou presença mais uma vez num Europeu Universitário de Andebol, mas desta, e pela primeira na sua história, ficou fora do pódio! Os minhotos entraram mal na competição e foram eliminados na fase de grupos, tendo conseguido um modesto décimo lugar!
 



Em tempos, e não é preciso recuar muito, sempre que uma equipa de andebol entrava em campo num europeu universitário e do outro lado estava a UMinho, os olhares diziam tudo. A reputação de um andebol rápido e voraz, a qualidade individual, os títulos somados ao longo dos anos instigavam o medo nos adversários que, em muitos casos, entravam já derrotados em campo... pois bem, esses tempos já o eram.

Na fase de grupos, e frente à equipa da casa - Universidade de Málaga - os minhotos entraram em campo com o pé esquerdo, cometeram muitos os erros, e foi notória a pouca capacidade física no choque e a falta de experiência nos duelos individuais. O resultado final de 35-19 não deixa margem para dúvidas.

No último jogo do grupo, que ditaria a passagem aos quartos-de-final, a equipa esteve melhor, mas mais uma vez a ?falta de cabedal? ditou uma derrota por 35-33 frente aos polacos da Universidade de Rzeszow? ao que se juntou a lesão de um dos jogadores mais experientes e influentes, o ponta Carlos Martins.

Já na luta pela melhor classificação possível (entre o 9º e o 12º lugar), a equipa de Gabriel Oliveira haveria de bater os turcos da Universidade de Marmara por 33-29, mas sofreu mais um desaire (36-34) frente à Universidade de Split.

Com estes resultados a UMinho classificou-se num modesto 10º lugar!

"Sabíamos que não tínhamos a equipa do passado e que iria ser muito difícil atingir os lugares do pódio, mas tínhamos como objetivo ficar nos seis primeiros. Falhamos e só tenho que assumir a responsabilidade por isso. Aos estudantes/atletas escolhidos por mim para representar a UMinho, só tenho que dar os parabéns pela entrega e sacrífico que puseram em campo, mas infelizmente e não é menosprezar ninguém, já não temos a qualidade que tínhamos num passado recente. Que fazer? Trabalhar mais e melhor para voltarmos ao topo novamente. Reunir com os clubes que nos cedem os jogadores e alinhar novamente estratégias de cooperação. Colocar estes novos estudantes/atletas em clubes que joguem ao mais alto nível e dar-lhes mais experiência e qualidade. Fazer o que sabemos fazer melhor, que é trabalhar com os nossos parceiros para que tanto eles como nós voltarmos ao topo? sermos os Melhores!", palavras de Gabriel Oliveira, técnico da UMinho.

 

Texto: Nuno Gonçalves

(Pub. Jul/2017)

 
voltar 
 
  sábado, 22.07.2017 |  © 2017 UMDicas / SAS